Sem licitação, prefeito de Corumbá paga R$ 982 mil para empresa do irmão

De acordo com o Portal da Transparência da prefeitura, foram pagos R$ 982 mil entre 2017 e 2019

Cb image default
Marcelo Iunes assumiu prefeitura em novembro de 2017. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Contratada sem licitação, a empresa do irmão do prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes (PSDB), recebeu R$ 982 mil dos cofres públicos. Com nome fantasia Citolab Laboratório Clínico, a empresa tinha dois proprietários até 2017: José Batista Aguillera Iunes e Amanda Cristiane Balancieri Iunes, respectivamente irmão e esposa do prefeito.

Em maio de 2017, Amanda Iunes deixou a sociedade, restando somente José Batista. Desta forma, a empresa mudou de nome: de A.C.B. Iunes (iniciais de Amanda) para J.B.A. Iunes (iniciais de José). Marcelo Iunes assumiu a prefeitura de Corumbá em novembro de 2017, após a morte do prefeito Ruiter Cunha.

De acordo com o Portal da Transparência da prefeitura de Corumbá, foram pagos R$ 982 mil entre 2017 e 2019. Neste ano, há empenho para pagamento de mais R$ 101.485,17.

Em 2017, a prefeitura pagou R$ 271.873,55 para o fornecedor Citolab Laboratório, que ainda tinha o nome de A.C.B. Iunes. No ano de 2018, com nova nomenclatura, o total pago foi de R$ 442.614,63. Em 2019, o valor foi de 268.433,79.

O contrato tem como objeto contratação de empresa prestadora de serviços de exames laboratoriais: biópsias, glicemia, ácido úrico, colesterol. Na inexigibilidade, a contratação acontece devido à inviabilidade da competição ou da desnecessidade do procedimento licitatório.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Corumbá, mas não obteve retorno até a publicação da matéria.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.