Projeto proíbe negativar nomes de consumidores durante pandemia

Intenção é que consumidor não fique sem acesso ao crédito, em função de atrasar faturas de água e luz

Cb image default
Plenário da Assembleia Legislativo. Foto: Wagner Guimarães - ALMS)

O projeto apresentado na Assembleia proíbe a negativação de nomes de consumidores, em função de atrasos em faturas de serviços essenciais, como fornecimento de água e luz, durante o período de pandemia do coronavírus. Para isto vai valer a duração do decreto de estado de calamidade pública.

O autor do projeto, o deputado Márcio Fernandes (MDB), justifica que é importante “manter o acesso ao crédito” aos consumidores, já que muitos estão em isolamento social, assim como com redução na sua renda.

“Nosso projeto visa fechar a lacuna sobre o encaminhamento dos nomes dos consumidores inadimplentes para os órgãos de negativação de crédito. Já que não está permitido o corte de fornecimento em caso de inadimplência, também se faz necessário que não seja permitida a inscrição em órgãos de proteção ao crédito”, justificou.

A proposta inclusive prevê aplicação de multas e sanções para empresas que “negativarem” o nome do consumidor, durante este período. Os recursos arrecadados (multas), serão revertidos para ações contra o coronavírus. A matéria segue para as comissões, para depois ser votada em plenário pelos deputados.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.