Vereadores de cidade com 2 mortes por covid-19 viajam e revoltam população

População reclamou nas redes sociais, já que decretos em Batayporã determinam medidas sanitárias e toque de recolher

Cb image default
Cícero, Nivaldo e Máximo, na sequência. (Foto: Montagem)

Três vereadores e um funcionário da Câmara de Vereadores de Batayporã viajaram a Foz do Iguaçú (PR) para um seminário, em plena pandemia do novo coronavírus. A atitude revoltou a população do município que se manifesta nas redes sociais.

Cícero Humberto Leite (PSDB), Nivaldo Ferreira Moreira (PSDB), Máximo Carlos Guimarães Jeleznhak (MDB) e o diretor executivo da Casa de Leis, Vinícius Duarte Enz utilizaram exatos R$ 16.650,00 dos cofres do município para participarem de seminário na cidade paranaense.

Cb image default
Registro no Portal da Transparência revela viagem e gastos. (Foto: Reprodução)

A secretária de saúde do município, Marcela Macedo informou que já conversou com os vereadores e eles afirmaram estar tomando todas as precauções previstas para evitar contágio por covid-19.

Ao retornarem, o que está previsto para sábado, dia 23, ela afirmou que cumprirão isolamento de 14 dias, sendo que ao 7º dia, caso apresentem sintomas da doença, serão testados. “A Câmara tem autonomia para realizar suas ações”, afirmou a secretária.

Nas redes sociais, população afirmava que os parlamentares eram “cânceres” e “sem noções”, além de cobrarem isolamento do quarteto ao voltarem ao município.

“Como cidadão exijo o isolamento deles até que terminem todos os procedimentos feitos pela Secretaria de Saúde, sendo liberados somente se os exames derem negativo para covid-19”, disse um popular.

O município registrou as duas primeiras mortes por covid-19 em Mato Grosso do Sul no começo de abril e está tomando as medidas sanitárias previstas desde então, com toque de recolher e uso obrigatório de máscaras e ainda, barreiras nas entradas e saídas da cidade.

O seminário que os servidores foram participar chama-se “Transparência na Gestão Pública em Época de Pandemia - Lei Estadual Nº 13979/2020”, e “Gestão Pública Contemporânea e Novos Serviços”, que ocorre entre os dias 19 e 22 de maio. Em busca na internet, a reportagem não encontrou detalhes sobre o referido evento.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.