Igreja Católica - Diocese de Naviraí orienta fiéis sobre medidas preventivas ao coronavírus durante as celebrações

Nota é assinada pelo bispo Dom Ettore Dotti

Cb image default

A Igreja Católica, por meio da Diocese de Naviraí, da qual cidades do Vale do Ivinhema faz parte, emitiu, na última sexta-feira (13), uma nota sobre como os fiéis devem se portar durante as celebrações com relação à prevenção à epidemia de coronavírus (Covid-19).

Segundo o documento, que foi amplamente divulgado durante este fim de semana em todas as paróquias e comunidades, diversas são as recomendações a serem adotadas durante as missas, reuniões, encontros e celebrações em geral.

As orientações são para que se faça uso de álcool gel, quando colocado na entrada da igreja ou nos locais de encontro; evitar dar boas vindas com o abraço ou o aperto de mão; evitar o aperto de mão como sinal de paz nas celebrações.

Outras recomendações são rezar o Pai Nosso sem dar as mãos; receber a Eucaristia na mão e não na boca e que tumultos e aglomerações nas saídas das igrejas sejam evitados.

O bispo da Diocese de Naviraí, Dom Ettore Dotti, que assina o documento, orienta os fiéis para que sejam solidários na oração e nas preces pelas pessoas atingidas e salienta que o momento é de prudência e não de pânico.

A Diocese da Naviraí é composta pelas comunidades católicas de Nova Andradina, Batayporã, Anaurilândia, Bataguassu, Taquarussu, Ivinhema, Angélica, Novo Horizonte do Sul, Jateí, Itaquiraí, Iguatemi, Eldorado, Juti, Mundo Novo, Japorã, Naviraí, Paranhos, Sete Quedas e Tacurú.

Confira a nota na íntegra

Naviraí, 13 de março de 2020.

Queridos fiéis diocesanos, há algumas semanas nos chegam informações a respeito do coronavirus, também chamado de COVID - 19. A Organização Mundial da Saúde declarou que, depois de ter afetado duramente a China e outros países, principalmente na Europa e na Ásia, o vírus espalhou-se pelos 5 continentes, causando sofrimento, doenças e mortes em muitos lugares.

O momento da epidemia no Brasil é de prudência; não de pânico: prudência para que, obedecendo às normas da Secretaria de Saúde, todos possamos colaborar a fim de que o vírus não predomine e se torne um perigo para nós e para muito. Além das medidas sanitárias que adotamos são necessárias algumas atitudes nossas, que não diminuem nossa fé ou nossa espiritualidade, mas que garantem mais segurança e tranquilidade para com nossos irmãos. Até que não estabeleceremos diferente adotamos essas atenções e medidas:

- Faça-se uso de Álcool gel, quando colocado na entrada da Igreja ou nos locais de encontro;

- Evitemos de nos dar as boas vindas com o abraço ou o aperto de mão;

- Evitemos o sinal de paz nas celebrações;

- Reze-se o Pai Nosso sem se dar as mãos;

- Recebamos a Eucaristia na mão, e não na boca;

- Evitemos tumultos nas saídas.

Quanto mais iremos nos prever e quanto mais será garantida segurança.

Na questão religiosa e espiritual nossa solidariedade e nossa oração são dirigidas a todos os que foram atingidos, e ao mesmo tempo queremos elevar nossas suplicas e Deus pela intercessão de Maria, que já interveio inúmeras vezes em favor da humanidade, e intensifiquemos nosso bom costume da Adoração ao Santíssimo Sacramento, para a proteção desse nosso país.

Sobre toda a diocese de Naviraí e sobre nosso Brasil imploro a proteção de Deus e envio a minha benção.

Vosso bispo Dom Ettore Dotti.

A doença

A doença provocada pelo coronavírus é uma infecção parecida com a gripe. Seus sintomas são febre, tosse, dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal e coriza. Medidas básicas de higiene podem evitar o contágio: Por; Acácio Gomes, Nova News

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.