Cães auxiliam policiais e homem é preso transportando 2,8 toneladas de maconha

Condutor chegou a dizer que estava com sintomas do novo coronavírus, foi levado para hospital e testes deram negativo

Cb image default
Cão farejador auxiliando equipe policial durante fiscalização em caminhão que transportava quase 3 toneladas de maconha (Foto: Divulgação/PRF)

Quase três toneladas de maconha foram apreendidas por policiais rodoviários federais durante fiscalização na rodovia BR-487, em Itaquiraí. A droga estava escondida em meio à carga de frango congelado, transportada em caminhão Mercedes Benz. O condutor foi preso e chegou a afirmar que apresentava sintomas de covid-19 durante o flagrante.

Conforme a PRF, o veículo foi abordado no km 116 da rodovia, tracionando um semirreboque. Questionado, o motorista afirmou transportar carga de frango congelado, tenho saído de Naviraí rumo ao Estado da Bahia. Como apresentou nervosismo durante a fala, além de contradições, os policiais suspeitaram de que ele estaria transportando ilícitos.

Equipe do Grupo de Operações com Cães foi acionada, indicando positivo para presença de drogas no veículo. Uma nova vistoria minuciosa foi realizada na Unidade Operacional da PRF em Naviraí, onde o homem acabou confessando estar transportando entorpecentes no interior do baú.

Neste momento, o condutor também afirmou que teria apresentado sintomas da covid-19 nos últimos dias. A suspeita teria ocorrido após contato com um familiar que testou positivo para a doença. Por conta da informação, o rapaz foi encaminhado ao Hospital Regional da cidade, onde passou por testes. Ainda segundo a PRF, o resultado dos exames foi negativo.

Maconha – Ao todo, os tabletes da droga totalizaram 2.860 quilos. Os entorpecentes, encontrados em fardos, foram retirados do veículo envoltos em sacolas plásticas. Devido a falta de local seguro para guardar o material, a maconha foi incinerada na presença da Autoridade Policial e representantes do Ministério Público e Vigilância Sanitária.

Aos policiais, o condutor afirmou ter sido contratado por uma pessoa da cidade de Porto Seguro (BA), onde reside. Pelo transporte da droga ele receberia a quantia de R$ 20 mil. O homem foi levado para a Polícia Civil em Itaquiraí.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.