Moro manda soltar executivos da Odebrecht; só Marcelo ficará preso

O juiz federal Sergio Moro mandou soltar, nesta segunda-feira (19), dois executivos ligados à Odebrecht que estavam presos desde março: Olívio Rodrigues Júnior e Luiz Eduardo da Rocha Soares.
Com a decisão, apenas o herdeiro do grupo, Marcelo Odebrecht, continua detido.
A medida foi tomada no mesmo dia em que os depoimentos da delação da empreiteira foram entregues ao STF (Supremo Tribunal Federal) pela Procuradoria-Geral da República. A soltura dos executivos estava prevista no acordo.
Olívio Rodrigues Júnior e Luiz Eduardo Soares integravam o |departamento de propinas| da Odebrecht, chamado de |setor de operações estruturadas|, criado para coordenar o pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos e políticos.
Eles foram presos na 26ª fase da Lava Jato, em março deste ano -investigação que mirou o setor de propinas e acabou deflagrando a decisão da Odebrecht de delatar.
Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, deve permanecer preso até o final de 2017.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.