Portal Ivi Hoje 8 Anos Informação a um clique! 05:42

Mulher mata companheiro e deixa seus órgãos genitais na casa da amante

Após o crime, autora tentou suicídio, mas foi socorrida e levada ao hospital; onde permanece internada sob custódia

Cb image default
Imagem: (Reprodução/Redes sociais)

Após descobrir uma traição, uma mulher matou o companheiro a facadas na noite desta quinta-feira em Areial (PB). O crime que, segundo o delegado Kelsen Vasconcelos, foi premeditado, impressionou os moradores da pequena cidade de 6 mil habitantes, principalmente porque Marivânia Gabriel dos Santos cortou os órgãos sexuais de Luiz de Almeida, colocou-os dentro de um copo e arremessou seu conteúdo na frente da casa de uma das três amantes da vítima, que morava perto da residência do casal.

Em seguida, a autora tentou suicídio, mas foi socorrida pelo serviço de emergência e levada a um hospital da região, onde permanece internada sob custódia policial. Quando receber alta, ela deverá ser autuada por homicídio qualificado, informou o delegado. A paciente não corre risco de morte, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil da Paraíba.

De acordo com Vasconcelos, os dois filhos de Marivânia estavam em casa no momento do crime: uma menina de 11 meses e um menino de 9 anos. Ambos estavam dormindo. O menino, contudo, acordou com os gritos e ao levantar já encontrou o padrasto morto em outro cômodo da casa. Durante a briga, houve luta corporal e a mulher jogou ácido no corpo de Luiz, queimando sua pele. Ele foi mutilado, contudo, após ser morto.

O delegado explicou que o crime foi premeditado pois a autora deixou uma carta de despedida, se desculpando pelo que faria e pedindo ao filho mais velho, que é maior de idade, para deixar as crianças com a irmã dela. Inicialmente, as crianças foram levadas para a casa da idosa onde Marivânia trabalhava como cuidadora e, depois, para a casa da bisavó. Vasconcelos disse ainda que elas deverão por fim morar com o irmão mais velho e a tia deles.

— A autora alugou uma casa em frente à residência de uma das amantes, que seria o pivô de tudo. A Marivânia descobriu a traição e se descompensou. Mas ele tinha outras três mulheres, sendo que uma delas está grávida — afirmou Vasconcelos.

O caso será encaminhado à Delegacia Seccional de Esperança, uma cidade próxima, e as investigações serão feitas pelo Núcleo de Homicídios. Depoimentos de policiais militares, parentes e testemunhas deverão ser colhidos na próxima segunda-feira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.