Paquistão vai deportar afegã imortalizada em capa de revista

O Paquistão anunciou que pretende deportar Sharbat Gula, refugiada afegã de olhos verdes imortalizada em uma capa da revista |National Geographic|. Ela foi presa na semana passada por falsificação de documentos de identidade.

O promotor Moshin Dawar disse nesta sexta-feira (4) que Gula estará sujeita a partir de quarta (9), quando se completará a pena de 15 dias desde sua detenção. Além disso, ela deverá pagar uma multa de 110 mil rúpias (R$ 3.400).

A decisão de deportar Gula foi tomada pela Justiça após ela assumir a responsabilidade pelas acusações contra ela. Até então, ela negava as acusações, insistindo que obteve de maneira regular sua cidadania paquistanesa.

Gula era uma refugiada afegã quando ganhou fama internacional após uma foto sua estampar uma capa da revista |National Geographic| em 1984. Ela foi novamente fotografada pela revista em 2002.

Gula retornou ao Paquistão há dois anos utilizando documentos falsos, segundo as autoridades. Por ser afegã, a refugiada não teria permissão para portar o cartão de identidade do Paquistão. Ela vivia de forma clandestina para evitar a prisão.

A chancelaria do Paquistão disse na quinta (3) que Gula, 40, foi hospitalizada enquanto estava em custódia para um tratamento de hepatite. Ela deve permanecer no hospital até que seja deportada.

Não está claro qual será o destino dos filhos de Gula, que é viúva, caso ela seja deportada.

A decisão de deportar Gula ocorre em meio à pressões do governo paquistanês para enviar de volta para casa os 2,5 milhões de refugiados afegãos que vivem no país. O Afeganistão enfrenta uma retomada na violência devido à insurgência do grupo radical Taleban.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.