Mãe descobre que filho morreu ao ver foto em grupo de WhatsApp

Cb image default

Um cabo de alta tensão exposto foi deixado por trabalhadores da construção civil em uma área onde as crianças costumavam brincar, perto de edifícios residenciais, em Novosibirsk, na Rússia. E o pequeno Arthur, de 10 anos, que era novo no bairro, acabou tocando no cabo, sofrendo um choque de 13 mil volts.

Fazia poucos dias que a mãe, Valentina, havia sido adicionada a um grupo de vizinhos do WhatsApp. E, infelizmente, foi assim que ela ficou sabendo do acidente com o filho, através de uma foto compartilhada na rede social. "Ninguém me disse. Eu vi o que aconteceu com meu filho pelo grupo. Nós nos mudamos para cá há cinco dias e ele não sabia nada sobre a área. Ele fez amizade com um menino há alguns dias e eles estavam brincando juntos", disse ela, segundo o site Mirror.

A polícia abriu um processo criminal por negligência, por conta do cabo exposto. Segundo as leis da Rússia, os responsáveis podem pegar pena de detenção por até dez anos. Um comunicado do Comitê de Investigação russo disse: “Foi estabelecido que a vítima pegou uma pilha de lixo de construção sob o qual havia um cabo elétrico de alta voltagem. Devido ao contato com o fio, ele morreu imediatamente no local do acidente". Os moradores ajudaram a arrecadar dinheiro para o funeral do estudante.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.