Libertadores - Grêmio faz 3 a 0 no Libertad e pega o Palmeiras nas quartas de final

Centroavante desencanta e faz dois após três meses sem marcar. Jean Pyerre abre o placar logo aos seis minutos e deixa vida tranquila para o Tricolor no Defensores del Chaco

Cb image default

Não deu tempo de piscar. O jogo mal havia começado, e o Grêmio já andava a passos largos rumo às quartas de final da Libertadores. Ainda sobrou tempo – e muito – para um jogador renascer. O Grêmio venceu o Libertad por 3 a 0 na noite desta quinta-feira, no Estádio Defensores del Chaco, e vai enfrentar o Palmeiras na próxima fase da competição. Após quase três meses sem marcar, André desencantou logo com duas bolas na rede e foi o nome da partida.

O destino recoloca Grêmio e Palmeiras frente a frente em uma decisão de quartas de final de Libertadores. Quem não lembra as históricas goleadas de ambas as equipes em 1995? O Tricolor venceu o primeiro jogo no Olímpico, por 5 a 0. O Verdão respondeu quase na mesma medida no Parque Antarctica. Só que foi 5 a 1. E o gol de honra gremista colocou-o na semifinal para, em seguida, erguer o bi da competição. O técnico daquele título? Luiz Felipe Scolari, hoje no time paulista. Quer mais ingredientes que estes?

Agenda

Grêmio e Palmeiras se enfrentarão em duas partidas no fim do mês, mas ainda sem datas definidas. A ida será em Porto Alegre, e a volta, em São Paulo. O próximo jogo do Tricolor é na segunda-feira, pela 13ª rodada do Brasileirão, contra a Chapecoense, na Arena.

Primeiro tempo

Se antes do apito inicial o Grêmio já tinha uma grande vantagem, tratou logo de aumentá-la. Aos seis minutos de jogo, Jean Pyerre converteu pênalti abrindo o placar. Como de costume, o Tricolor impôs seu jogo de posse de bola e envolveu o Libertad. O domínio gremista fez com que André, há quase três meses sem marcar, acabasse com o hiato. Num belo chute fora da área, aos 19, o centroavante encerrou a seca. Os paraguaios bem que tentaram, mas Paulo Victor salvou o Grêmio. E nos acréscimos, André aumentou o placar, deixando Martín Silva no chão e tocando para o fundo das redes.

Segundo tempo

Com o placar de 5 a 0 no agregado, o Grêmio puxou o freio de mão. Maicon sequer voltou do vestiário. Mais tarde, foi a vez de Everton e André deixarem o gramado. Diego Tardelli e Luan ganharam minutos de jogo. O Libertad tentou fazer por onde em chute de Martínez, aos 13, para fora. Aos 16, Cardozo foi travado por David Braz. Aos 42, Martín Silva segurou cobrança de falta de Jean Pyerre. Benítez teve a última chance do Libertad aos 44, mas mandou por cima.

Três meses e muita crítica depois, André desencantou. O atacante havia marcado pela última vez no dia 5 de maio, na derrota por 5 a 4 para o Fluminense, pelo Brasileirão. Foram 11 partidas em que atuou no período, num total de 664 minutos de hiato. Nesta quinta-feira, aproveitou uma sobra pra finalizar de canhota no canto direito de Martín Silva aos 19 minutos do primeiro tempo. Nos acréscimos da etapa inicial, deixou o arqueiro no chão em mais uma rebatida e tocou para a rede.

E Paulo Victor trabalhou

O gol de pênalti de Jean Pyerre aos seis minutos obrigou o Libertad a pressionar o Grêmio. Antes de André marcar duas vezes, o goleiro Paulo Victor precisou trabalhar para evitar a reação paraguaia. Ele parou Cardozo e Martínez em cabeçadas com perigo. Também defendeu chute forte de Cardozo. Se não houve gols pelo lado gumarelo, o responsável foi Paulo Victor.

100 vitórias

O triunfo do Grêmio em Assunção foi o de número 100 em sua história na Libertadores. Além disso, mantém o posto de maior vencedor na competição entre os clubes brasileiros. O Palmeiras é o segundo, com 97. Renato Gaúcho também brilha com esta marca, já que, como jogador e treinador, participou de 39, quase 40% do total.

O maior nas quartas

A classificação leva o Grêmio a quebrar mais um recorde em seu favor. Pela 13ª vez, chega às quartas de final da Libertadores e agora é o clube brasileiro com mais participações nesta fase da competição. Deixa Santos e São Paulo, ambos com 12, para trás.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.