Com show de Guerrero, Inter vence Católica na estreia no Grupo E da Libertadores

Cb image default
Paolo Guerrero, do Internacional — Ricardo Duarte / Internacional

O Internacional iniciou a fase de grupos da Copa Libertadores com vitória convincente sobre a Universidad Católica por 3 a 0, no Beira-Rio, nesta terça-feira. O triunfo foi comandado pelo atacante Paolo Guerrero, que marcou dois gols e deu assistência para o que foi marcado por Marcos Guilherme. Com o resultado, o time somou seus primeiros três pontos no Grupo E, que ainda tem Grêmio e América de Cali.

O Inter amassou o adversário chileno no primeiro tempo. O time do técnico Eduardo Coudet mostrou muita “fome de bola”, mas não conseguia transformar a superioridade em gol. Nos minutos iniciais, Marcos Guilherme recebeu de frente para o goleiro e tocou para fora. Thiago Galhardo, de letra, também tentou, mas errou o alvo.

O mesmo Thiago Galhardo e Guerrero criaram outras oportunidades, mas sem sucesso. O clube chileno se segurou como pôde para conter os avanços da equipe gaúcha e defendeu bem a sua área, não dando espaços para infiltrações. No entanto, abdicou ao ataque, tanto que Marcelo Lomba foi um mero espectador.

O início do segundo tempo foi ainda mais eletrizante. O time gaúcho empurrou a Católica para o campo de defesa e foi desperdiçando uma oportunidade atrás da outra. Na melhor delas, Uendel avançou em velocidade pela esquerda e rolou para Thiago Galhardo. O meia foi travado e viu a bola sobrar com Edenilson, que ficou no goleiro Dituro. No rebote, o camisa 17 tentou de voleio e jogou por cima do gol.

Após tanto insistir, Guerrero abriu a porteira em cobrança de falta, que desviou em Asta-Buruaga, na barreira, e matou Dituro, aos 16 minutos. O próprio peruano ampliou aos 21. Thiago Galhardo aproveitou uma saída errada de bola da Católica para acionar o atacante dentro da área. Guerrero chutou cruzado, meio caído, para fazer o segundo.

E não parou por aí. O time brasileiro aproveitou o “apagão” do adversário para fechar a contagem aos 25 minutos. Guerrero recebeu de Edenilson e deu passe açucarado para Marcos Guilherme, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Antes do apito final, Huerta, como “último homem”, derrubou Thiago Galhardo e acabou expulso. Com um a mais, o Inter seguiu mandando do jogo e só não fez mais, pois Dituro salvou a Católica em um chute à queima-roupa de Gustavo.

Na próxima rodada, o Inter faz o clássico gaúcho diante do Grêmio em 12 de março, às 21 horas, no estádio do rival. Antes, no dia 10, a Católica recebe o América de Cali, no estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 X 0 UNIVERSIDAD CATÓLICA

INTERNACIONAL – Marcelo Lomba; Rodinei, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta (Praxedes) e Uendel; Musto, Marcos Guilherme, Edenílson, Boschilia (Rodrigo Lindoso) e Thiago Galhardo (Gustavo); Paolo Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet.

UNIVERSIDAD CATÓLICA – Dituro; Asta-Baruaga (Marcelino Núñez), Kuscevic, Huerta e Parot; Saavedra, Aued (Pinares) e Munder; Fuenzalida, Zampedri e Puch (Diego Valencia). Técnico: Ariel Holan.

GOLS – Paolo Guerrero, aos 16 e aos 21, e Marcos Guilherme, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Angel Arteaga (Venezuela).

CARTÕES AMARELOS – Thiago Galhardo, Boschilia e Victor Cuesta (Internacional); Aued (Universidad Católica).

CARTÃO VERMELHO – Herta (Universidad Católica).

RENDA – R$ 1.416.600,00.

PÚBLICO – 32.845 pagantes (35.863 torcedores).

LOCAL Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.