Sogro decepa a mão e mata empresário após vê-lo agredindo a filha

Cb image default

O empresário e fazendeiro Faisal Ibrahaim Abdularhnan Younes, de 49 anos, conhecido na região por “Árabe”, foi morto pelo sogro, após supostamente agredir e tentar impedir a esposa de levar o filho do casal embora. O caso foi registrado na manhã desta quarta-feira (12) em Matupá (a 720 km de Cuiabá). O homem teve a mão amputada, foi encaminhado ao Hospital Municipal da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta das 6h40 para atender uma ocorrência de atropelamento na rua 7 do bairro ZH. Quando a guarnição chegou ao local, a mão direita da vítima havia sido decepada e estava próximo ao corpo. O empresário apresentava vários ferimentos ocasionados por arma branca.

Testemunhas relataram que não era um atropelamento e sim uma tentativa de homicídio, provocada pelo pai da esposa. Ele teria usado um facão para provocar os ferimentos no empresário. Após o fato, fugiu do local em uma camionete. Logo em seguida, a vítima foi socorrida ainda com vida e levada ao hospital Municipal, através do serviço de emergência.

A esposa relatou ao policiais que houve uma briga familiar entre ela e o esposo um dia anterior e que para fugir das agressões foi para casa dos pais, deixando o filho pequeno com o marido. Quando foi nesta madrugada, como o filho não estava bem, ela e o marido levavam a criança ao hospital, quando ele começou a agredi-la.

Ela então conseguiu sair do carro e ligou para o pai, pedindo que fosse buscá-la. O pai a encontrou próximo à Escola Antônio Ometto. De lá foram para a residência dela, para pegar a criança. Ao chegarem lá, o homem passou a agredi-la. Diante da situação o pai interviu e o empresário foi em direção a ele, momento que ocorreram as agressões.

A PM encaminhou a mulher até a delegacia municipal de Matupá, para demais esclarecimentos. Enquanto estavam na delegacia uma enfermeira do hospital relatou que o empresário morreu devido aos ferimentos. A Polícia Militar e Civil foram até a casa do sogro, mas ele não foi localizado até o momento. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.