Professor é baleado na testa enquanto tirava filho do carro

O professor Ítalo Souza Gatto de 37 anos, foi atingido por um tiro na testa, na manhã deste domingo, enquanto tirava o filho de 9 meses da cadeirinha, de dentro de seu carro.

 

Segundo a família, ítalo estava saindo de casa, no bairro Parque Centenário, acesso à comunidade da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, quando houve um tiroteio entre bandidos e policiais. Ele estava com a mulher, Cristiane, e o menino.

 

O professor foi levado inicialmente para o Hospital Municipal Moacyr do Carmo, onde recebeu os primeiros socorros. Em seguida, ele foi transferido para o hospital Mário Lioni, também em Caxias. Ítalo está em estado grave.

 

Em nota, a assessoria de imprensa da PM informa que o subcomandante do 15º BPM, major Mescolin, foi ao Hospital Mario Lioni, e conversou com Cristiane, a mulher da vítima.

 

Ela disse que viu um carro Logan da PM passando na Rua Otávio Aspoli, na altura do nº 350, no momento em que seu marido colocava a criança na cadeirinha. Depois que o veículo já tinha dobrado a esquina, vieram duas motos com quatro ocupantes e fizeram disparos.

 

Ainda segundo a PM, não houve troca de tiros e os disparos foram feitos apenas pelos bandidos. Um policial militar reformado, que é amigo da família, socorreu a vítima.

 

A nota diz ainda que, de acordo com monitoramento de GPS do batalhão, aparecem duas patrulhas com as características que a mulher descreveu. Esses carros, com dois policiais militares cada, vão retornar ao batalhão e os quatro PMs serão ouvidos pelo comandante.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.