Paysandu recorrerá de decisão que absolveu o Naviairense no STJD

Descontentes com o resultado e não entendendo a interpretação feita pelos auditores, os advogados do Paysandu, Osvaldo Sestário e Alberto Maia, garantem que recorrerão a decisão feita ontem (22) na Terceira Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) que absolveu o Naviraiense, após a escalação irregular do volante Bahia. Os advogados acreditam que a Procuradoria do STJD também recorrerá.A denúncia apresentada ao STJD, por parte da CBF, apontava a irregularidade na escalação do jogador pela falta de vigência do seu contrato com o Naviraiense. O vínculo do volante com o time sul-matogrossense venceu no dia 7 de maio, um dia antes da partida contra o Paysandu. Por sua vez, os dirigentes da equipe de Naviraí alegaram que enviaram um termo aditivo ao contrato de Bahia à CBF, mas o documento não foi regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da entidade.Defendendo o Naviraiense, João Zanforlim explicou sua tese. |Tem que prevalecer a ética desportiva. A CBF fez a denúncia no artigo 41 |renovação de contrato|, que prevê que sendo protocolado em até 15 dias após o fim do contrato, o contrato ainda está em vigor. Se no dia anterior a partida, no dia 7, ele estava no BID, não podemos dizer que ele era um estranho no dia 8. Ele fez a renovação no dia 8. Poderia fazer o protocolo até o dia 20|, disse, exemplificando o caso de uma forma mais comum aos torcedores.Já o advogado do Papão Osvaldo Sestário rebateu dizendo que |nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar. A situação é tão absurda, que se o time não tivesse classificado, ele não teria contrato renovado, porque estava sem contrato, não havia interesse em mantê-lo. Se a própria CBF manda dizendo que está irregular e ela recorre contra o Naviraiense, é porque ele está irregular na CBF, entidade que rege o futebol nacional. Vamos recorrer e tenho certeza que perdemos apenas uma batalha e não uma guerra|, disse .Desta forma, os auditores do STJD não viram nenhuma irregularidade capaz de punir e eliminar o Naviraiense da Copa do Brasil deste ano. O representante do Mato Grosso do Sul no torneio conseguiu a vaga na terceira fase ao vencer o Paysandu no jogo de volta por 2 a 0, em Belém. Com a classificação confirmada, as partidas do Naviraiense contra o Atlético/PR não foram definidas, mas vão acontecer somente em julho, depois da parada que as competições nacionais sofrerão por causa da Copa das Confederações.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.