GLÓRIA DE DOURADOS: Fortes chuvas fazem prefeito decretar Situação de Emergência

O prefeito Arceno Athas Júnior decretou |Situação de Emergência| em toda a área territorial do município de Glória de Dourados, levando-se em consideração os estragos provocados pela vasta densidade pluviométrica registrada no mês de janeiro e que vem se prolongando neste mês de fevereiro. O município gloriadouradense foi afetado, tanto na zona rural, como na área urbana. Nas estradas vicinais que cortam o município, vários trechos das linhas ficaram intransitáveis, cabeceiras de pontes danificadas, quedas de barreiras, rompimento de aterros e acessos às propriedades comprometidos.Com os problemas relativos aos estragos produzidos pelas fortes chuvas, tornou-se impossível para os moradores da zona rural escoar suas produções de grãos e, de forma mais contundente, os avicultores e suinocultores, mesmo porque, os veículos que transportam rações para os produtores e carregam animais e aves para o abate estão sem condições de entrarem em dezenas de propriedades.

(Foto: Demerval Nogueira / Assessoria)

O prefeito Arceno Athas esclareceu sobre a decretação de |Situação de Emergência|, afirmando, |nós estamos preocupados com os prejuízos registrados tanto na zona rural, como na área urbana|, disse Athas destacando ainda, |fez-se necessário que tomássemos essas medidas emergenciais no sentido de equacionarmos o mais rápido possível esses problemas provocados pelas fortes chuvas em nosso município, que é formado por solo à base de arenito e, com facilidade as chuvas mais intensas provocam verdadeira desordem nas nossas estradas rurais, bem como em nossas ruas pavimentadas e sem pavimento|. No perímetro urbano também foram registrados centenas de estragos em ruas e avenidas pavimentadas e sem pavimento, além de alagamentos no centro da cidade, nas proximidades do Mercado do Produtor, Rua Natanael Teles de Andrade cruzamento com a Rua Santa Rosa, na Rua Marechal Rondon entre a Avenida Presidente Vargas e Rua Bento Machado Lobo, além da Rua Caçapava entre a Avenida Presidente Vargas e Rua Bento Machado Lobo, provocando diversos danos aos moradores e comerciantes estabelecidos nestes locais. Além de diversas ruas e avenidas que sofreram sérias danificações, há também um sério problema localizado nas paredes de proteção do Córrego 2 de Junho, que auxilia o escoamento da água em excesso do Lago Ramez Tebet. Houve, em parte, ruptura e desmoronamento das chamadas |pedras de mão|, ameaçando desmoronar parte das paredes e interromper o tráfego na Avenida Ramez Tebet, que dispõe de duas vias.O prefeito Arceno Athas, embasado na expedição do decreto que declara |Situação de Emergência|, busca recorrer às autoridades estaduais e federais visando à obtenção de recursos para equacionar os problemas ocasionados por intermédio dos desastres de ordem climática. O prefeito também mobilizou o Sistema Nacional de Defesa Civil (CONDEC), em âmbito municipal, sob a coordenação da Comissão Municipal de defesa Civil (COMDEC), autorizando o desencadeamento de plano emergencial de ações. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.