Com lives nas redes sociais, público de missas e novenas aumenta até 25 vezes

Nas redes do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, a audiência chega a 30 mil

Cb image default

Não só os sertanejos fazem sucesso com as transmissões ao vivo nas redes sociais. Santuários e paróquias também tem aumentado o público de fiéis com as chamadas ‘lives’. Com a pandemia de coronavírus, as pessoas buscam conforto na fé e o Santuário Estadual Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, por exemplo, viu a ‘audiência’ das missas e novenas aumentar cerca de 25 vezes. Se o Santuário tem a capacidade de acomodar cerca de 1,2 mil fiéis em uma celebração, nas lives o público chega a 30 mil pessoas.

O reitor do Santuário, padre Reginaldo Padilha, afirma que os devotos se adaptaram às missas nas redes sociais e que o alcance surpreendeu.

“As novenas chegam a ter 30 mil pessoas, muitas vão replicando e isso na internet é a grande fascinação, a informação vai longe. Estamos felizes, não pela quantidade de pessoas, mas pela oportunidade porque, em meio à pandemia, dor, sofrimento e desespero, a palavra de deus é ecoada no coração deles. Este é o nosso compromisso”, diz.

As celebrações religiosas estão suspensas desde o dia 16 de março, por decreto da Prefeitura e também por recomendação da Arquidiocese de Campo Grande. Com isso, as igrejas se adaptaram e a celebração de Páscoa não ficará em branco.

Para atingir ainda mais fiéis, o Padre Reginaldo ressalta que o Santuário agora ampliou as transmissões e agora há lives com as celebrações no YouTube, Instagram, Facebook e também no site. “Para que os devotos tenham a oportunidade celebrar, de vivenciar, principalmente nesta semana, que celebramos o Tríduo Pascal”, diz. Confira aqui as recomendações para a celebração.

O Padre Márcio dos Reis, da Paróquia Senhor Bom Jesus, também afirma que tem tido uma boa recepção dos fiéis com as lives nas redes sociais. As missas são celebradas todos os dias e, além de assistirem, os devotos também comentam com pedidos e orações.

“Aqueles que têm acesso à internet acompanham de forma intensa. É um momento de entender que a fé em Deus ultrapassa paredes, se a gente tiver com o coração conectado, ele estará presente em nós”, ressalta.

Audiência de missas pela TV também cresce

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) aponta que a audiência das celebrações religiosas na TV e no rádio só crescem durante o período de pandemia. De acordo com dados do Google Analytics, a estimativa é que a audiência das emissoras tenha crescido em 300% no meio digital.

De acordo com o coordenador da Signis Brasil TV e diretor de expansão, engenharia e almoxarifado da Associação Evangelizar é Preciso, Geizom Sokacheski, o impacto da pandemia de coronavírus acabou motivando as pessoas a buscar a palavra de Deus.

“Elas buscam algum tipo de apoio, ajuda, querem voltar ou continuar a praticar uma religião”, destaca Geizom, que observa ainda que em todos os veículos de comunicação até a pandemia, havia uma concorrência por audiência entre as emissoras, assim como se ouvia muito falar que as pessoas não assistem mais TV aberta e não ouvem mais rádio, tudo agora é internet.

Geizom explica que as emissoras católicas, sejam elas rádio ou TV, assim como todos os outros canais, têm atingido diariamente índices de audiência elevados. “Os canais até então menos assistidos têm superado canais que antes tinham posições acima em algumas faixas de horários, e isso ocorre porque não é uma busca qualquer por programação ou informação”, ressalta.

(com informações da CNBB)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.