Portal Ivi Hoje 8 Anos Informação a um clique! 22:40

São Paulo e Corinthians iniciam final sem gols e com tensão por VAR

Jogando em casa, Tricolor domina ações (principalmente no 2º tempo), mas para em Cássio e defesa do Timão; árbitro de vídeo causa impaciência nos minutos finais

Cb image default

Os primeiros 90 minutos da final do Campeonato Paulista terminaram sem gols. São Paulo e Corinthians fizeram um jogo agradável na tarde deste domingo, no Morumbi, criaram chances (o Tricolor mais, é verdade), mas não saíram do 0 a 0. O Tricolor teve sua melhor chance com Arboleda, de cabeça, em defesa impressionante de Cássio. O Timão chegou pouco no segundo tempo, mas teve boa oportunidade com Henrique. A decisão do título fica para Itaquera, no próximo domingo.

O jogo de volta da final é domingo que vem, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis, enquanto o vencedor no tempo normal será o campeão paulista de 2019. CLIQUE AQUI e veja a tabela do Paulistão.

Cb image default

O VAR criou tensão no fim do jogo, quando o árbitro Luiz Flávio de Oliveira parou o jogo para esperar a análise de um possível pênalti de Hudson, do São Paulo, em Henrique, do Corinthians. Foram quase cinco minutos de indefinição, impaciência dos jogadores e gritos de "vergonha" da torcida tricolor. No fim, nada mudou. De acordo com o comentarista Sandro Meira Ricci, a arbitragem acertou em não marcar nada no lance.

A defesa da partida

No fim do primeiro tempo, Cássio mais uma vez salvou o Corinthians. Em cabeçada de Arboleda, o goleiro do Timão pegou primeiro com as mãos e, depois, conseguiu afastar a bola com a ponta do pé. Defesaça!

Primeiro tempo

A defesa impressionante de Cássio em cabeceio de Arboleda, quase no final do primeiro tempo, foi o momento mais importante de um período de soberania das defesas sobre os ataques. Nos 45 minutos iniciais, foram poucas as chances, e elas apareceram mais para o São Paulo do que para o Corinthians – foram sete finalizações tricolores e três corintianas. O time da casa pediu pênalti em chute de Everton Felipe desviado por Ralf. O jogo ficou parado, os árbitros de vídeo analisaram, e o pênalti não foi marcado. Chute de Everton e outro cabeceio de Arboleda também foram bons lances para o São Paulo, que teve Gonzalo Carneiro no ataque. Clayson foi a figura mais viva no time corintiano.

Segundo tempo

A entrada de Hernanes no intervalo, na vaga de Gonzalo Carneiro, mudou a maneira de o São Paulo jogar. O dono da casa, enfim, conseguiu empurrar o Corinthians para o campo de defesa e criar chances – um chute de esquerda de Hernanes exigiu grande intervenção de Cássio. O Timão tentou a resposta com o rápido Mateus Vital, na vaga de Jadson. No fim, Vagner Love entrou e assustou a zaga rival. Henrique teve a melhor chance, sozinho, quase na pequena área, mas errou a cabeçada. O Corinthians, porém, comemora o bom resultado.

Recorde nas arquibancadas

O público pagante divulgado foi de 58.713 espectadores no Morumbi, o maior do Campeonato Paulista. A renda foi de R$ 6.350.830,00.

Nota triste

Uma briga entre são-paulinos e corintianos deixou 14 torcedores feridos, seis deles em estado grave, na manhã deste domingo em Ferraz de Vasconcelos, na região metropolitana de São Paulo. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, três torcedores foram baleados. Os outros onze foram feridos de diversas maneiras, como por pauladas e socos.

Próximos jogos

O São Paulo terá a semana livre até o segundo jogo da final, domingo que vem, às 16h (de Brasília), em Itaquera. O Corinthians vai a Santa Catarina enfrentar a Chapecoense, quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Arena Condá, pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.