Portal Ivi Hoje 8 Anos Informação a um clique! 08:31

Corinthians e Santos empatam em amistoso; Timão fica com troféu

Cb image default
Corinthians e Santos empataram neste domingo na Arena (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena)

Corinthians e Santos levaram ao placar o clima de paz pretendido no clássico deste domingo disputado na Arena. Em um jogo de muito equilíbrio, apesar dos estilos opostos dos times, os Alvinegros ficaram no 1 a 1. O Timão acabou ficando com o troféu Gylmar dos Santos Neves, feito para simbolizar o clima fraterno entre os rivais, por ter recebido um cartão amarelo a menos: 4 a 3. O centroavante Gustagol marcou para o Corinthians, enquanto Pedro Henrique fez contra para o Santos.

Gols pelo alto

​Os dois tentos saíram no primeiro tempo, quando as duas possíveis equipes titulares estavam em campo. O do Corinthians foi no primeiro ataque em uma combinação da dupla André Luis e Gustagol. O primeiro cruzou na cabeça do segundo, que usou de sua especialidade para abrir o placar. Minutos depois, eles repetiram a dobradinha, mas Vanderlei fez milagre.

O Santos respondeu mais tarde também pelo alto. Jean Mota cobrou falta na área, e Pedro Henrique desviou para o próprio gol. O Corinthians começa o ano sofrendo com um mal já antigo, de levar gol em bola aérea.

Carille x Sampaoli

​A partida trouxe estilos antagônicos de futebol, representados nas figuras dos dois treinadores. O Corinthians do sereno Fábio Carille, de volta ao clube, se armou em duas linhas de quatro e procurou sair nos contra-ataques, com um futebol mais reativo. Assim fez o gol e assim foi a dinâmica no jogo.

Já o Santos do inquieto Jorge Sampaoli foi o oposto. Com muitos toques desde a saída de bola, o Peixe teve mais posse, procurou rodar todo o campo, estilo preferido de seu comandante. O argentino parecia querer acompanhar seus atletas, pois não parava na beira do gramado. Andava de um lado para o outro, sem parar. Nem parece que tinha sofrido com fortes dores de cabeça que o tiraram do almoço entre os clubes mais cedo. Será interessante acompanhar o desenvolvimento do trabalho do argentino.

O segundo tempo imprevisível

​A partir dos 15 minutos da segunda etapa, as duas equipes passaram a fazer as mudanças e tudo foi diferente. O Corinthians trocou um time inteiro e parou de atacar. Destaque para alguns lances de Gustavo Mosquito, atacante que é um dos reforços da temporada. No Santos, passou perto do gol de Walter e Arthur Gomes chegou a ficar cara a cara, mas nem sequer finalizou. O Peixe poderia ter levado o troféu, não fosse pelo cartão bobo sofrido por Yuri Alberto, que tentou finalizar com o jogo já parado. Melhor para o Timão.

Agenda

No próximo fim de semana as equipes estreiam no Campeonato Paulista. O Santos será no dia 19, sábado, contra a Ferroviária na Vila Belmiro. Já o Corinthians recebe o São Caetano no domingo na Arena.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 SANTOS

Local: Arena Corinthians, Itaquera (São Paulo)

Data-horário: 13 de janeiro de 2019, às 17h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Vinícius Furlan (SP)

Assistentes: Marco Antônio de Andrade e Evandro de Melo (ambos de SP)

Público: 32.954 pagantes / R$ 868.451,00

Cartões amarelos: Ramiro, Thiaguinho e Araos (COR) V; ctor Ferraz, Guilherme Nunes, Daniel Guedes, Yuri Alberto (SAN)

Cartões vermelhos: -

Gols: Gustagol (1-0), aos 4'1ºT; Pedro Henrique (contra) (1-1), aos 24'1ºT;

CORINTHIANS: Cássio (Walter, aos 16'2ºT); Fagner (Michel Macedo, aos 16'2ºT), Pedro Henrique (Marllon, aos 16'2ºT), Henrique (Léo Santos, aos 16'2ºT) e Danilo Avelar (Douglas, aos 16'2ºT); Richard (Thiaguinho, aos 16'2ºT) e Ramiro (Araos, aos 16'2ºT); André Luis (Marquinhos, aos 16'2ºT), Jadson (Mateus Vital, aos 16'2ºT) e Sornoza (Gustavo Silva, aos 16'2ºT); Gustagol (Roger, aos 16'2ºT). Técnico: Fábio Carille.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz (Daniel Guedes, aos 30'2ºT), Luiz Felipe (Fabían Noguera, aos 30'2ºT), Gustavo Henrique e Orinho (Yuri, aos 30'2ºT); Alison (Guilherme Nunes, aos 30'2ºT), Diego Pituca (Copete, aos 21'2ºT) e Jean Mota (Arthur Gomes, aos 30'2ºT); Dérlis González (Carlos Sánchez, aos 15'2ºT), Felippe Cardoso (Eduardo Sasha, aos 30'2ºT) e Bruno Henrique (Yuri Alberto, aos 21'2ºT). Técnico: Jorge Sampaoli.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.