Portal Ivi Hoje 8 Anos Informação a um clique! 05:42

Boca Juniors ignora altitude e vence a LDU por 3 a 0 nas quartas da Libertadores

Time argentino abre ótima vantagem fora de casa, no jogo de ida, e fica bem próximo da semifinal

Cb image default
Jogadores do Boca Juniors comemoram o segundo gol contra a LDU (Foto: Daniel Tapia/Reuters)

O que são 2.800 metros acima do nível do mar perto da tradição e do peso da camisa do Boca Juniors? Sem tomar conhecimento do rival e da temida altitude de Quito, e jogando toda a segunda etapa com um a mais, o time argentino venceu a LDU por 3 a 0 nesta quarta-feira, no estádio Casa Blanca, e abriu ótima vantagem no duelo pelas quartas de final da Libertadores. Os gols de Ábila, Reynoso e Caicedo, contra, deixam o Boca com a mão na vaga: poderá até perder por dois gols de diferença no jogo de volta, na próxima quarta, na Bombonera.

A LDU não conseguiu sequer por um momento se impor diante do Boca, que jogou à vontade no Casa Blanca. Logo aos dez minutos, Ábila recebeu um lançamento perfeito do meia Mac Allister, driblou o goleiro Gabbarini e abriu o placar. O time da casa apostava apenas nas jogadas pela lateral direita do veterano Antonio Valencia, ex-Manchester United, de volta ao futebol equatoriano após 14 anos na Europa. Muito pouco para ameaçar o Boca.

A situação da LDU piorou nos acréscimos, quando o meia Orejuela, ex-Fluminense, foi expulso por entrada forte em Reynoso. Qualquer estratégia traçada no intervalo foi para o espaço logo no primeiro minuto do segundo tempo: Reynoso cobrou falta com categoria da entrada da área e marcou o segundo do Boca. Depois, foi só administrar a vantagem.

O atacante Ramón Ábila, que não deixou saudade na torcida do Cruzeiro e não tem lá grande prestígio até mesmo na Argentina, foi o nome do jogo. Além do bonito gol no início, foi sempre um perigo para a defesa da LDU e acabou premiado no fim, fazendo toda a jogada do terceiro gol. Aos 35, ele tomou a bola de Caicedo, arrancou e chutou cruzado para boa defesa de Gabbarini. Na sobra, a bola bateu no zagueiro equatoriano e entrou mansamente, finalizando a grande partida do Boca. Nos acréscimos, a LDU reclamou um toque na mão de Más na área, que o árbitro Wilmar Roldán não considerou pênalti.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.